Derrota

Você estuda, agoenta pagode, surta e tira 3,5. Pau no cu do japonês… Estou me sentindo um inválido, acabei de sair de uma doença, estou derrotado, nervoso, reativo, e espero que não apunhale ninguém. Mas quem provocar, eu vou reagir… E quem fica com a culpa sou eu. Não sirvo pra nada velho, nem mulher me olha, nem paz eu tenho, e nem tirar uma porra de uma nota decente…

Anúncios

Dia de São Jorge

Esse feriado prolongado, depois do café gelado, fiquei com uma puta dor de garganta, mas não creio que tenha sido o café, que mais veio gelo do que sabor, uma pena pois paguei caro e ainda tive que encarar muita gente metida à besta… O fato é que pela manhã já estava com uma dorzinha chata e, ao fim do dia, estava doendo mesmo e a dor de cabeça (essa pode até ter sido do café). E, no dia seguinte, morto de fadiga, talvez por ter levado mais de 2 horas pra ir de Laranjeiras pra Barra, mas provavelmente por causa da virose solta na cidade… Num futuro, quando essas epidemias surgirem, vamos ter que ficar em quarentena…

aprendi com Futurama

Mas, por enquanto, sigo pensando que os remédios de gripe possuem muito interesse. Chuveu, não pude sair de casa no auge da fúria contra a farra aqui e me acabar na bicicleta, então alimentei minha fúria com febre em casa, o que não é uma combinação boa… Por sinal, também vi Meia Noite em Paris…. Estudar, quase nada, infelizmente, tampouco me exercitei. Este provavelmente foi o feriadão mais improdutivo dos últimos anos e o primeiro Dia De São Jorge sem amiguinhos me visitando desde meus 20 anos, e pensar que ano passado foi de uma euforia ímpar. Inevitável que essas coisas me venham à mente, mas a situação atual é de profunda irritação com a imbecilidade das pessoas, pensar que tudo começou assim:

E os crente tudo pira de medo de São Jorge, acho q os pastores recomendam geral a ficar orando hoje (reparei que isso aconteceu também no carnaval)… Se borrem ai, cadê seu deus agora RSSS

O dia em que tudo deu certo?

Única chateação do dia foi um nextelzinho, mas o cara desceu logo assim que começou aquela conversa intelectual. Descobri que o cara da esquina que coloca som alto não tem o carro emplacado e ri da motinha que queria avançar o sinal com pardal e da garota que queria se levantar pra descer na curva (e eu que sou o ancioso). Hoje foi um dia bom, dormi 8 horas, comi no conforto de casa, ônibus vieram rápido. Quero agradecer ao Unicórnio por essa bênça

Cruzeiro do Sul no Nova América Para Nooooooo


OOOSSA ALEGRIA

O lendário dia em que o Cruzeiro do Sul errou o caminho e entrou no Nova América. E depois, passou pela Brasil… É, eu desisto de chegar 7:30 às segundas, vou me reservar ao direito  de dormir…

Outras novas novidades excepcionais: estão começando a obra da ponte para a avenida Brasil.

*trilha do dia: Panama (Van Halen), Blackened e Carpe Diem Baby(Metallica) e Pais e Filhos (Legião)

Metal contra as Nuvens

Episódio passado…

Mais um dia de praga do mano com celular alto… Hoje foi especialmente decepcionante porque peguei um ônibus supostamente mais “seguro” quanto à manolagem, na verdade aliou o útil ao agradável pois estava chuvendo e eu estava com pressa. Era um ônibus da linha 886 (antiga S750) indo para o Barrashopping (acabei descobrindo que ele me deixava mais perto que a outra opção, mas isso não vem ao caso…).lgo m Estava ouvindo minha musiquinha no fone, como sempre, quando, de repente, no intervalo entre uma música e outra, percebi aquele ruído chato… Naturalmente tirei o fone pra me certificar e, sim, tinha um mano ouvindo música de boate altão… Aparentemente ninguém estava se incomodando então decidi pôr meu som também… Primeiro deixei o relaxante The Cure qur eu estava ouvindo no fone, mas precisava de algo mais polêmico, mais agressivo, algo que incomodasse o próximo como a ti mesmo quando põem funk ou coisas do tipo… Coloquei Edguy. Gosto muito de Edguy, mas a voz e a distorção devem incomodar bastante quem não gosta: perfeito. Demorou duas úsicas para fazer efeito, um palhaço no ônibus veio reclamar. Então eu explodí… Perguntei:

-Eu desligo o meu assim que o companheiro ali na frente desligar o dele…

O cara argumentou que o da frente estava “lá na frente” enquanto o meu estava no ouvido dele… Então falei:

-Quer dizer que o meu som incomoda mas o dele não né?

Veio uma mulher, também incomodada com meu som e disse pra eu colocar o fone… Outro erro:

-Por que EU tenho que colocar meu fone

E o cara, provavelmente percebendo que eu estava mais puto com o som ambiente que ele com o meu, tentou ser amável:

-Se você não quer o som, é só fazer como eu e pedir pra ele desligar. Se ele não desligar, você chama a polícia…

-Mas ele não vai desligar

Sim, eu já pedi pra desligar, dizendo que era proibido aparelhos de som, a pessoa apenas ficou me encarando… Era óbvio que isso não ia adiantar… Disse:

-Aí parceiro, desliga aí…

Sem sucesso, obviamente. Continuaram me apunhalando e eu apenas disse:

-Ele não desliga porque é mal educado. Vê se ele desligou

Nisso a pessoa se “mancou” e desligou… Então continuaram falando qualquer coisa pra mim, eu apenas pûs o fone com a sensação de dever cumprido e ignorei o stress ao redor (não que eu não estivesse estressado, também estava, óbvio, principalmente por estar envolvido num barraco de ônibus…)

Essa praga deve, sim, ser combatida. Se você não tem armas, como um cidadão, combata a falta de educação com falta de educação. Perguntas: Por que o cidadão se incomodou com meu metal melódico, mas não com a música de boate? Por que ninguém fez nada? Não adianta reclamar com empresa, com a prefeitura, aparentemente essa foi a arma mais eficaz. Não deu pra ter certeza, mas acho que era o motorista quem era o mano da vez. A linha era 886 antiga S750, aproximadamente 8 da manhã, carro C30066. Obrigado pela sua atenção.