Metal contra as Nuvens

Episódio passado…

Mais um dia de praga do mano com celular alto… Hoje foi especialmente decepcionante porque peguei um ônibus supostamente mais “seguro” quanto à manolagem, na verdade aliou o útil ao agradável pois estava chuvendo e eu estava com pressa. Era um ônibus da linha 886 (antiga S750) indo para o Barrashopping (acabei descobrindo que ele me deixava mais perto que a outra opção, mas isso não vem ao caso…).lgo m Estava ouvindo minha musiquinha no fone, como sempre, quando, de repente, no intervalo entre uma música e outra, percebi aquele ruído chato… Naturalmente tirei o fone pra me certificar e, sim, tinha um mano ouvindo música de boate altão… Aparentemente ninguém estava se incomodando então decidi pôr meu som também… Primeiro deixei o relaxante The Cure qur eu estava ouvindo no fone, mas precisava de algo mais polêmico, mais agressivo, algo que incomodasse o próximo como a ti mesmo quando põem funk ou coisas do tipo… Coloquei Edguy. Gosto muito de Edguy, mas a voz e a distorção devem incomodar bastante quem não gosta: perfeito. Demorou duas úsicas para fazer efeito, um palhaço no ônibus veio reclamar. Então eu explodí… Perguntei:

-Eu desligo o meu assim que o companheiro ali na frente desligar o dele…

O cara argumentou que o da frente estava “lá na frente” enquanto o meu estava no ouvido dele… Então falei:

-Quer dizer que o meu som incomoda mas o dele não né?

Veio uma mulher, também incomodada com meu som e disse pra eu colocar o fone… Outro erro:

-Por que EU tenho que colocar meu fone

E o cara, provavelmente percebendo que eu estava mais puto com o som ambiente que ele com o meu, tentou ser amável:

-Se você não quer o som, é só fazer como eu e pedir pra ele desligar. Se ele não desligar, você chama a polícia…

-Mas ele não vai desligar

Sim, eu já pedi pra desligar, dizendo que era proibido aparelhos de som, a pessoa apenas ficou me encarando… Era óbvio que isso não ia adiantar… Disse:

-Aí parceiro, desliga aí…

Sem sucesso, obviamente. Continuaram me apunhalando e eu apenas disse:

-Ele não desliga porque é mal educado. Vê se ele desligou

Nisso a pessoa se “mancou” e desligou… Então continuaram falando qualquer coisa pra mim, eu apenas pûs o fone com a sensação de dever cumprido e ignorei o stress ao redor (não que eu não estivesse estressado, também estava, óbvio, principalmente por estar envolvido num barraco de ônibus…)

Essa praga deve, sim, ser combatida. Se você não tem armas, como um cidadão, combata a falta de educação com falta de educação. Perguntas: Por que o cidadão se incomodou com meu metal melódico, mas não com a música de boate? Por que ninguém fez nada? Não adianta reclamar com empresa, com a prefeitura, aparentemente essa foi a arma mais eficaz. Não deu pra ter certeza, mas acho que era o motorista quem era o mano da vez. A linha era 886 antiga S750, aproximadamente 8 da manhã, carro C30066. Obrigado pela sua atenção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s