Giro de Quinta

Quinta é o dia que eu compro o jornal para me decepcionar com as coisas de sempre. Destaque para a insistência da Docas-Rio em deixar o píer da Praça Mauá em Y, ideia que só tem desvantagens, e a gambiarra de colocá-lo em Y numa posição mais afastada do Museu do Amanhã implicaria em gastos jogados fora (que, supostamente, já foram feitos para iniciar a obra onde a Docas quer que fique) e a impossibilidade de terminar a obra em tempo para as Olimpíadas, o que revela nosso pecado da burocracia  e da falta de planejamento, afinal, por que não discutir isso bem antes, para que os cronogramas pudessem ser cumpridos com folga? É do interesse de qualquer obra pública ter tudo em cima da hora, a urgência diminui a burocracia, mas também ajuda no superfaturamento. Além de lamentar a falta de antecipação na discussão, queria enfatizar que não existe prazo impossível, principalmente porque é lucrativo fazer as coisas com mais pressa, ou seja, não terminar para as Olimpíadas é só um argumento terrorista. O píer, que em forma de E tem apoio de muitos especialistas em arquitetura e urbanismo, acaba que vai ficar em Y e na posição que encobrirá o museu para quem andar pela Avenida Rodrigues Alves e deve, provavelmente, encobrir também a vista para o mar.

O governo da Argentina criou uma manobra lamentável para controlar a imprensa e vemos mais um governo ditatorial se instalando na América do Sul, o que dá medo . A estratégia será controlar a principal empresa fabricante de papel-jornal

Foi encontrado um mamute com sangue e carne frescas e realmente só dá pra pensar em duas coisas: clonar seres extintos e …

Bender faz Salsicha de Mamute

Fazer minha própria salsicha de mamute com vinte-e-um e prostitutas…

 

Anúncios

Sonho e Pesadelo baseados

Acho que essas imagens me influenciaram a ter um sonho (y) e um pesadelo:

1280px-Mirai_Nikki_-_03

tumblr_mfzpn76NsA1s2oxpxo1_250

Como não sonho, ou não lembro, e só tenho algumas cenas na cabeça, o primeiro foi algo do tipo proteger uma garota de alguma coisa qualquer em que eu tinha que ficar na situação na imagem acima. Já no segundo, eu e mais alguém que não lembro quem percebíamos que íamos ser atingidos por um raio aqui na rua onde moro e corríamos até que o raio atingia e vinha aquela sensação bizarra de transição do pesadelo pro mundo real.

Tio Bira nãããããããaão

Quando o motorista do 880 tá com a caixa de som ligada, você já ficou 30 minutos no ponto esperando, perdeu um 753 vazio porque estava com o Tio Bira, eis que o Tio Bira entra no 880. Não consegui driblar o danado.

Palhaço ônibus

Super Trunfo do caos no transporte público

É o tipo de coisa que é tão desagradável que você ri, porque só pode ser pegadinha. Mas tem seu lado positivo, uma gostosinha (nem era muito gostosa, na verdade era do tipo normal que inspira desejo) parou ao meu lado, eu espiava a barriga dela de vez em quando

Se o Rio não é bom com chuva, então não é bom mesmo

Hoje, tentei me desviar do caos e só caí em lugares ainda mais caóticos. Alagamentos no Rio das Pedras, Itanhangá e Curicica. Tomei um banho de um ônibus vermelho FDP da Pégaso passando pela pista central, pela mais rápida, não tinha sinal, pois faltara luz, a qual chegou exatamente quando adentrei no trabalho. Por incrível que pareça, acho que a melhor opção era realmente ir de bicicleta, o que me faz lembrar que tenho que  instalar um paralama, um bagageiro e uma antena antipipa. Por fim, o 368 virou na gabinal e eu já ia berrando, mas ele só foi deixar o coleguinha no meio do trevo. Fora isso, goteiras na Alvorada (já??), carro da 899A da Pégaso (a mesma que me deu o banho) totalmente alagado (aparentemente, o equipamento de  arcondicionado caiu e entornou toda a água no ônibus, não sei se isso foi conseqüência da chuva) e os vips de escola pública fazendo trilha sonora.

Linha alimentadora do BRT alagada

Linha alimentadora do BRT alagada

Bancos molhados no ônibus da Pégaso

Bancos molhados no ônibus da Pégaso

899 alimentadora BRT ar condicionado ruim

Ar condicionado quebrado na 899A

899A integração Transoeste

Água acumulada no sistema de ar condicionado da 899 Transoeste x Joatinga

Curicica alagada

Estrada dos Bandeirantes, altura da Mantecorp

Somos um Rio

Somos um Rio

PS: O carro do BRT esqueceu de falar umas estações e a Santa Mônica Jardins anunciou como Novo Leblon.

Ciclistas e Mautoristas

Em tempos de notícias de atropelamentos de ciclistas (aqui, aqui e aqui, por exemplo), era de pensar que os motoristas iam ficar com um pouco mais de cuidado (ou pelo menos, um pouco mais de dedos pra não aparecer na TV como assassino) para com os ciclistas. Tentei, hoje, adotar a tática do 1/3 da pista, mas não deu certo. Recebi buzinadas (tá certo que foi apenas uma buzinada, mas o cara buzinou durante um tempão, sendo que ele podia me ultrapassar com facilidade. Quando cedi a passagem, ele me fechou, claro. Aí ficou na mesma velocidade que eu, fiz aquele gesto de “guiando um cavalo”).

Vai Cavalo

Vai, Cavalo!

Em outras ocasiões, tive que mover meu guidão para não levar pancada nas ultrapassagens (umas 3 ou 4 vezes; bem rentes), mas como fiz em ruas de mão única, pode ser que isso tenha sido uma má idéia. Não tive cagaço de fazer isso nas ruas com mais de uma mão, por motivos de velocidade maior. Mas posso dizer que até esperava mais buzinadas; além disso, uma van me ultrapassou de forma segura e um ônibus me deu a preferência na hora em que ia acessar o ponto (pasmem). Mas isso pode ter sido só coincidência da calma inerente ao domingo… A princípio, vou continuar vivendo “na sarjeta”.