Uma saga para mudar a conta no BB

Vou contar aqui a minha saga para conseguir mudar minha conta no Banco do Brasil para o famigerado Pacote Digital. Um ano atrás, tinha pedido isto e uma moça mudou para um pacote que não tinha taxa, mas que é bem limitado e atualmente estou com ele, o Pacote de Serviços Essenciais. Ela havia me avisado que este não era o Digital, que precisaria fazer essa transição antes. Eu achei estranho ter limite de saques (4 saques), já que, como eu havia pesquisado, não havia limite algum, conforme vocês podem ver na figura abaixo, tirado do próprio site do Banco do Brasil, mas só de não estar descontando  a tarifa, já fiquei satisfeito e deixei o caso esfriar.

pacote_digital_bb

Até que aconteceu uma greve dos bancários, e os bancos não estavam aceitando fazer transações na boca do caixa. Fiz uma compra pela internet e precisava depositar na conta do vendedor no Bradesco, o qual, além de não estar fazendo as operações de boca do caixa, não tinha um caixa sequer fazendo depósito. Decidi apelar, então, para o DOC. Mas não sem antes conferir se não seria cobrada taxa, já que o DOC, normalmente, é uma operação paga e cara. Então, vi no meu extrato de serviços que eu teria direito a duas transações eletrônicas.

extrato_servicos_essencial

Limite de saques e de “transações eletrônicas” do pacote essencial

Fiz, então, o DOC achando que estaria dentro deste limite de “Transferência por meios eletrônicos”. Primeiro, tentei pela internet, sem sucesso. Fui, então, ao banco fazer o DOC no caixa eletrônico, com sucesso, porém, em poucos dias descobri que foi cobrada a taxa de R$4,50. Foi aí que descobri que não tinham mudado meu perfil coisa nenhuma e serviu para sair da inércia e ir ao gerente pedir a mudança completa. O primeiro pelo qual passei sabia vagamente do pacote, e não conseguia mudar pelo sistema dele, pedindo ajuda, então, ao gerente do Estilo, o qual, aparentemente é o único que sabe alguma coisa fora do bê-a-bá. Depois de um bom tempo entre tentativas em vão e indas e vindas do meu gerente ao gerente do Estilo, ele, por fim, desistiu, já com as pessoas nervosas na fila do atendimento (afinal, só havia um gerente para os clientes normais, o do Estilo ficava lá trabalhando em qualquer outra coisa), disse para deixar um pedido informal no verso do papel onde eu havia impresso o PDF do pacote do site do Banco do Brasil com minha assinatura e voltar dali a uma semana, porque, no momento, ele não ia conseguir realizar tal operação.

Voltei e era outro gerente. O segundo gerente foi bem cético quando eu disse que havia um pacote que não cobrava taxa de serviços, declarando “nunca ter ouvido falar”. Como achei que seria o mesmo gerente da semana passada, não tinha impresso o papel. Então, novamente, indas e vindas à gerente Estilo, que afirmou que, sim, existia o tal Pacote, ele mexia incessantemente no site do Banco do Brasil para achar o pacote, sequer tentava alterar meu pacote, ele se mantia cético, mesmo eu dizendo que já não pagava taxa, só queria meu direito a saques e DOCs sem cobrança. Disse para ele procurar no Google, mas ele não tinha acesso ao buscador.E eu disse “mas não pode usar nenhum buscador, bing, nada?”, era um problema simples, era colocar “pacote digital bb” no Google e dizer que estava com sorte. E eu não podia fazer isso do meu celular pela rede 3G, pelo fato de que é proibido usar celular no interior dos bancos. Mais um bom tempo perdido e ele disse que ia verificar como fazia a mudança, e que era para eu voltar na semana seguinte e tentar mudar pelo próprio site.

Voltei. Com o banco muito cheio, me dei a liberdade de passar à frente apenas para perguntar se ele já tinha descoberto como fazer e, dessa vez, poupei meu tempo, já que ele disse que não tinha descoberto ainda (duvido que tenha tentado). Não voltei nas semanas seguintes e tentei ligar para o callcenter, onde conversei como uma mulher que mais parecida um robô. Ao atender, ela falou muito rápido “númerodaagênciaecontaporfavor”, depois de eu pedir pra repetir mais duas vezes, ela disse devagar, então eu, sacanagero, falei o mais rápido que pude os dois números de uma só vez. Ela, naturalmente, não entendeu. Quando falei do meu caso, ela disse que a operação “não estava disponível pela internet”. O único modo de comunicação do BB que tive algum sucesso foi no Twitter, mas foi para outra situação. Vou tentar agora o SAC (0800 729 0722) e a ouvidoria (0800 729 5678). Quem sabe o Reclame Aqui (afinal, o texto já está pronto).

0800 robô

Anúncios