Jogar no dado, Teoria da Decisão e Nerdices

Sempre lembro disto quando tenho que tomar uma decisão que pode me fuder completamente (e, depois, ficar me lamentando) ou me dar bem. Às vezes cogito jogar na moeda e deixar a cargo da sorte (e não de um planejamento falho meu) as vantagens e desvantagens de uma decisão.

Duas Caras e moeda

Jogando na moeda, menos sofrimento ao tomar decisões e viver a vida

Acabo consumindo muito tempo fazendo decisões triviais e, como aprendi na aula de IA (Inteligência Artificial), uma decisão não é necessariamente a certa, mas é tomada em pouco tempo. E a moeda me pouparia tempo de esperar tal ônibus (faço alguns planejamentos estatísticos na hora de ônibus, mas realmente é aleatório(colocaria uma cena do filme Mary and Max, onde o Max não entende porque os ônibus têm um horário se nunca chegam nesse horário, mas estou deveras atrasado e já estava procrastinando a escrita deste texto para achar essa cena)). E, assim, não me lamentar por, depois de ter esperado por 40 minutos, e só vir ônibus cheios, eu fazer outro caminho mais lento/ir  a pé e ser ultrapassado pelo veículo vazio.

Anúncios

Ontem, um dia com altos e baixos

Apesar de estar fudido tanto no físico quanto no intelectual, tirei a sexta de manhã pra fazer bobagens na interneta e surpresa… postei aqui. Ontem foi um dia e m que ou me fudi dramaticamente ou me dei bem.

De manhã, o ônibus demorou à beça, MAS tava sem trânsito e o motorista não era crente. MAS uma passageira provavelmente de cotas/enem colocou música… alta… crente… e cantou… e leu a bíblia em voz alta! Ou seja , fez do ônibus seu culto.Fiquei pra jogar meu fone nela (já que é inútil pois estou sem musiquinha).Cheguei atrasado, MAS o professor também chegou…

As diferentes reações ao meu braço quebrado: profa de bda ficou preocupada se eu ia de bicicleta pra faculdade, conhecidos perguntaram com atenção, chefe perguntou se tava tocando tanta punheta assim, motorista de ônibus da volta falou que eu apanhei da mulher.

Peguei o último lugar na volta MAS era no sol. Tinha um casal de namorados retardado que não calava a boca, até a garota finalmente falar “para de falar um pouquinho que eu quero dormir”. Ela nãoparava de reclamar do fato de estar em pé e ele falava qq coisa como se fosse comediante, o nível da falta de assunto era tanto que puxou assunto  com ela sobre meu gesso! Adoro essas situações em que a pessoa começa a falar como se vc não tivesse ali ouvindo. O segundo bus veio rápido MAS encheu de estudante de escola, MAS eles não colocaram música alta, MAS gritaram pa caceta. Almocei cedaço, isso foi bom ,msa não tinha trakinas pro lanche. E, finalmente, vou pra Floripa, vou e volto no msm dia,  que me motivou a gostar da idéia… sobre andar de avião, tomarei uns rivotril e tentarei dormir, pois ficarei com medinho.