Jogar no dado, Teoria da Decisão e Nerdices

Sempre lembro disto quando tenho que tomar uma decisão que pode me fuder completamente (e, depois, ficar me lamentando) ou me dar bem. Às vezes cogito jogar na moeda e deixar a cargo da sorte (e não de um planejamento falho meu) as vantagens e desvantagens de uma decisão.

Duas Caras e moeda

Jogando na moeda, menos sofrimento ao tomar decisões e viver a vida

Acabo consumindo muito tempo fazendo decisões triviais e, como aprendi na aula de IA (Inteligência Artificial), uma decisão não é necessariamente a certa, mas é tomada em pouco tempo. E a moeda me pouparia tempo de esperar tal ônibus (faço alguns planejamentos estatísticos na hora de ônibus, mas realmente é aleatório(colocaria uma cena do filme Mary and Max, onde o Max não entende porque os ônibus têm um horário se nunca chegam nesse horário, mas estou deveras atrasado e já estava procrastinando a escrita deste texto para achar essa cena)). E, assim, não me lamentar por, depois de ter esperado por 40 minutos, e só vir ônibus cheios, eu fazer outro caminho mais lento/ir  a pé e ser ultrapassado pelo veículo vazio.

Anúncios